Historial

Em dezembro de 1976, coincidindo com a realização do I Encontro Nacional de Treinadores de Andebol nas instalações do ISEF de Lisboa (atual FMH), nascia a Associação Nacional de Treinadores de Andebol (ANTA) com o objetivo de reunir todos os treinadores numa organização representativa da classe, com capacidade de intervenção no processo de desenvolvimento da modalidade.

Este I Encontro Nacional que foi dirigido por uma Comissão onde pontificavam os nomes de Eduardo Saraiva (Lisboa), Manuel Jorge (Porto), António Seco (Beiras) e António Aleixo (Algarve) surgiu na sequência de um conjunto de encontros regionais realizados em Lisboa, Porto, Coimbra e Leiria e nele foram eleitos os primeiros Órgãos Sociais de que fizeram parte Armando Campos (Porto), Álvaro Vaz (Braga) e Pedro Afra (Leiria) na Assembleia Geral, Rui Coelho, Carlos Lisboa, Fonte Santa, Júlio Veloso, Guilherme Arvoredo e Fernando Tavares na Direção, todos de Lisboa e Jorge Martins (Faro), Manuel Manita (Setúbal) e António Cunha (Porto) no Conselho Fiscal.

No ano seguinte, em Novembro, realizou-se o II Encontro Nacional de Treinadores, na casa do Futebol Clube do Porto em Lisboa, onde foram discutidos e aprovados os Estatutos e o Emblema da ANTA, os quais se registaram notarialmente em 06 de Abril de 1978, dando assim origem formal à Associação.

Após esta fase dinâmica a ANTA passou por um longo período de quase completa inatividade, tendo sido decisiva a intervenção do Presidente da Assembleia Geral, Armando Campos que desencadeou novo processo eleitoral em dezembro de 1993, onde foram eleitos Fernando Pais como Presidente da Assembleia Geral e Alfredo Vaz Pinto como Presidente do Conselho Fiscal, sendo a Direção liderada por António Cascais.

Neste mandato foi relevante a reorganização administrativa da associação e a realização do I Seminário da ANTA que decorreu em Oeiras, o qual decorreu em paralelo com o I Campeonato da Europa de 1994 realizado em Portugal.

Terminado o mandato da Direção presidida por António Cascais, em 1996 surgem, pela primeira vez, duas listas candidatas às eleições, saindo vencedora por um voto a lista liderada por Manuel Manita. Durante este mandato foram introduzidas algumas alterações aos estatutos e em 1997 a ANTA é uma das associações fundadoras da Confederação Portuguesa de Associações de Treinadores

Posteriormente, em novembro de 2003, assumiria a Direção Luís Hernâni. Em junho de 2004 foram alterados os estatutos, mudando a sua designação para Associação de Técnicos de Andebol de Portugal (ATAP). Seguiu-se um período de grande dinâmica na procura de reorganização da Associação e do corporativismo dos treinadores.

No período de 2008 a 2012 é Ricardo Tavares Presidente da Direção, assumindo a partir deste período, em resultado de alterações legislativas, representatividade na Assembleia Geral da Federação de Andebol de Portugal. De 2012 a 2016 assume José Ireneu Moreira a liderança da Associação, com aprovação estatutária que ativa o Conselho Técnico-Científico, até à tomada de posse da atual Direção em janeiro de 2017.